sexta-feira, 26 de maio de 2017

TOM WELLING

É claro que o nova-iorquino Tom é mais lembrado por ter protagonizado o seriado Smallville, ao longo de 10 anos (de 2001 a 2011). E talvez por isso mesmo a maioria dos trabalhos dele tenham sido produções de aventura e ficção científica.
As produções de terror até agora foram realmente raras na carreira dele.
Em 2001, o Tom apareceu em 1 capítulo do seriado de terror cômico Special Unit 2.
E em 2005, ele protagonizou o filme de terror A Névoa.
Bom, clique no link abaixo pra ver mais informações sobre o Tom:




Até a próxima!

segunda-feira, 22 de maio de 2017

NO CORAÇÃO DA TERRA

título original: At the Earth’s Core
título brasileiro: No Coração da Terra
ano de lançamento: 1976
países: Estados Unidos / Inglaterra
elenco principal: Caroline Munro, Doug McClure, Peter Cushing
direção: Kevin Connor
roteiro: Edgar Rice Burroughs (autor do texto original) e Milton Subotsky

No final do século XIX, o cientista Abner constrói uma perfuratriz, com a ajuda de seu rico ex aluno David.
A intenção deles é explorar o subterrâneo, é claro. Só que, perdendo o controle da máquina, eles acabam descendo muitos e muitos quilômetros abaixo do que pretendiam. E chegam a um misterioso mundo subterrâneo.
Em meio a uma floresta cheia de plantas pré-históricas e monstros gigantes muito parecidos com dinossauros, eles acabam sendo presos por uma espécie de porcos humanoides, que servem a uma espécie de répteis voadores chamados mahars.
E mais: naquele lugar também existem humanos, que são presos pra ser usados como escravos e eventualmente como comida pros mahars.
Fazendo amizade com alguns humanos que encontram ali, o Abner e o David vão tentar armar uma revolução, pra libertar os humanos e dar fim à tirania que os mahars impõem ao mundo subterrâneo.

Inspirado no livro At the Earth’s Core (1914) do illinoisiano Kevin Connor, No Coração da Terra é um filme de aventura de história rasa, que só serve pra você ver, se distrair na hora e não pensar muito. Só chama a atenção pela presença do grande Peter Cushing dando vida ao Abner.
A história é bem maniqueísta: esses personagens são do bem e ponto final e aqueles personagens são do mal e ponto final.
Algumas situações ficam sem explicação. Mas até que não são muitos, porque a história é tão simples que você nem gasta muito tempo pensando em alguma coisa que não foi explicada.
Tem boas cenas de ação, mas nada que seja de primeiríssima linha.
Os efeitos especiais são aqueles que você espera ver num filme dos anos 70 mesmo. Nada de mais nem de menos.
Tem também algumas cenas simples de humor (a última, inclusive).
Simplificando: No Coração da Terra não é um filme pra quem gosta de produções elaboradíssimas; mas também não é um lixo total. Serve pra se distrair.
Clique aqui pra ver mais informações sobre o filme:


Até a próxima!

sábado, 20 de maio de 2017

JUSTIN MAGNUM

O sul-africano Justin Magnum (também creditado algumas vezes como Magnum Force) tem seguido até hoje uma longa carreira no cinema pornô.
Contudo, em meio a todas as produções em que ele já se envolveu até hoje, só 1 filme de terror (de terror pornô, é claro) consta no currículo dele até o momento: Devil Made Me Do It (2006).
Bom, clique no link abaixo pra ver mais informações sobre o Justin:




Até a próxima!

segunda-feira, 15 de maio de 2017

A MALDIÇÃO DE FRANKENSTEIN

título original: The Curse of Frankenstein
título brasileiro: A Maldição de Frankenstein
ano de lançamento: 1957
país: Inglaterra
elenco principal: Christopher Lee, Peter Cushing, Robert Urquhart
direção: Terence Fisher
roteiro: Mary Shelley (autora do texto original) e Jimmy Sangster

Órfão de pai e de mãe aos 15 anos, o jovem Victor Frankenstein contrata um tutor chamado Paul pra orientar ele sobre como cuidar da fortuna e da mansão onde ele mora, no meio de uma montanha florestal da Suíça.
O Paul é um cientista. E durante os vários anos em que convive com o Victor, transmite a ele vastos conhecimentos sobre Biologia, Química e Física, no laboratório que eles criam na mansão.
Com tais conhecimentos, o Victor pretende criar um novo ser com o cérebro de um gênio! E ele rouba um cadáver pra usar com esse propósito, adquirindo depois olhos e mãos pra acrescentar ali. Mas ao saber que o Victor matou um grande cientista pra tirar o cérebro dele e acrescentar ali também, o Paul se revolta e destrói o cérebro.
O Victor recolhe os pedaços do cérebro e implanta assim mesmo no corpo que ele tá montando.
Pouco depois disso, quando ele sai do laboratório numa noite de tempestade, um raio cai ali, energiza o corpo que ele tava montando e traz ele à vida antes mesmo de ter ficado concluído.
Monstruosa e demente, a criatura ataca o seu criador. E mais tarde, foge do laboratório e se mete na floresta vizinha, onde mata impiedosamente quem vai encontrando pelo caminho.
O Paul sai tentando deter o monstro. Mas, mesmo que ele consiga, será que o Victor vai desistir da experiência?

A Maldição de Frankenstein chama a atenção por trazer os parceiros de filmes de terror da época Christopher Lee e Peter Cushing interpretando respectivamente o monstro e o cientista louco e contracenando um com o outro pela 1ª vez.
Foi também o 1º filme colorido sobre essa história.
A intenção da Maldição de Frankenstein era explicitamente criar uma versão mais moderna (pra época) do Frankenstein de 1931 e com cenas mais agressivas.
Claro que hoje esse é um filme que, em termos de violência, pode passar na Sessão da Tarde. O monstro nem mata tanta gente assim. E a cena em que o Victor mata o outro cientista é mais violenta do que todas as outras cenas em que o monstro tá presente.
A aparência da criatura aqui ficou bem mais parecida com um cadáver do que no filme de 1931. E a personalidade dela também é mais mal intencionada.
Aventura? Muito pouco, mas tem. Tá mais pra gótico do que pra filme de aventura.
Comédia? Nada.
O filme teve uma única continuação, lançada no ano seguinte. Mas embora o Peter Cushing reapareça em filmes posteriores voltando a interpretar o Victor Frankenstein, esses outros filmes não são continuações desse aqui, mas sim novas versões da história.
E pra fechar, vamos lembrar que A Maldição de Lobisomem (1961) e A Górgona (1964) são outros filmes dirigidos pelo Terence Fisher que eu também já indiquei aqui.
Bom, clique aqui pra ver mais informações sobre A Maldição de Frankenstein:


E dê uma clicada aí do lado em ‘seres sobrenaturais’ que você acha posts sobre A Górgona, A Maldição do Lobisomem e Frankenstein.
Até a próxima!

sexta-feira, 12 de maio de 2017

TOM HANKS

O californiano Tom Hanks é considerado um dos astros do 1º escalão de Hollywood. E embora já tenha feito filmes de basicamente todos os gêneros, as comédias aparecem com mais frequência no currículo dele.
As produções de terror em que ele se envolveu não foram num número altíssimo. Mas deixaram sua marca. Até porque o 1º filme dele foi um filme de terror. Se trata de Trilha de Corpos (1980).
Em 1989, o Tom protagonizou a comédia Meus Vizinhos São um Terror.
Em 1992, ele dirigiu e atuou em 1 capítulo do seriado de terror Contos da Cripta.
Em 1994, o Tom apareceu no telefilme Vault of Horror I.
No ano seguinte, ele foi visto no documentário The Crypt Keeper Presents: A Spine-Tingling Look at Tales from the Crypt.
E em 2003, o Tom trabalhou como dublador no desenho animado Toy Story de Terror.
Clique aqui pra ver mais informações sobre o ator:


Até a próxima!