domingo, 6 de janeiro de 2013

PREMIAÇÃO DOS VILÕES DE 2012



Hoje eu vou premiar os vilões principais dos filmes e seriados dos quais eu falei em 2012.

Como algumas dessas produções tiveram vilões meio inexpressivos, eu não consegui pensar em nenhum prêmio pra esses. Mas a maioria tá aqui.

E abaixo da premiação e do comentário que eu fiz explicando a premiação, tem o link do post referente à produção em questão.



O Prêmio Vilão Mais Assustador vai para... MUMM-RA, de ThunderCats.


Embora não seja um vilão de filme de terror, venhamos e convenhamos, ele supera vários, né? Ele é uma espécie de múmia zumbi que controla poderes sobrenaturais do mal quase invencíveis e faz adoração a 4 demônios (os Antigos Espíritos do Mal), além de ser muito mais feio do que mais da metade dos vilões de filmes de terror.

Sem falar que, por ser um personagem sem humor, ao contrário dos vários vilões de outros desenhos da mesma época, o Mumm-Ra passa uma imagem mais assustadora ainda.






O Prêmio Vilão Mais Bem Intencionado vai para... O DR. GORI, de Spectreman.


Por mais que você não simpatize com o Gori, você tem que concordar que tudo de negativo que ele fez foi por motivos ecológicos, pensando no bem da Natureza. Mas, como dizem os cristãos, “De boas intenções o Inferno está cheio”.






O Prêmio Vilão Mais Decaído vai para... GARGAMEL, dos Smurfs.


Pelo menos no grupo dos vilões fixos, acho que ele é o mago mais inábil que já apareceu na História dos Seriados: além de só ter conhecimentos muito superficiais de magia, sempre sai alguma coisa errada nas magias que ele faz!

Além disso, o Gargamel só se veste com roupas remendadas e mora num castelo em ruínas sem nenhum vizinho por perto (o que dá a entender que ele é um nobre falido, pois todas as terras ao redor são só dele, mas dinheiro ele não tem nenhum).






O Prêmio Vilão Mais Desprovido de Características Humanas vai para... IDA’S SON, do Monstro da Ilha.


Ele foi criado numa ilha florestal quase deserta, nunca viu nenhum ser humano além da mãe até os 35 anos de idade, não sabe falar (só grita e rosna), teve que aprender a se comportar como um predador pra sobreviver numa floresta e só mata qualquer outro ser vivo pra comer e pra defender o território onde vive. Tecnicamente, ele é só um animal irracional, sem característica humana nenhuma.






O Prêmio Vilão Mais Enigmático vai para... JASON VOORHEES, de Sexta-Feira 13.


Eu acho que esse foi o único vilão do Mundo que chegou a aparecer em 11 filmes de longa-metragem sem que nenhum desses filmes explicasse de forma satisfatória o quê ele era, por quê ele agia como agia, por quê ele tinha os poderes que tinha, por quê ele só usava esses poderes algumas vezes e outras vezes esses poderes falhavam...






O Prêmio Vilão Mais Escatológico vai para... KLAUS WORTMANN, de Antropophagus.


Ele arranca o feto do cadáver de uma mulher grávida e despedaça a dentadas. Depois, quando leva um golpe mortal na barriga, ele arranca as próprias vísceras e tenta despedaçar elas a dentadas também.

Dá pra ser mais escatológico do que isso?






O Prêmio Vilão Mais Fanático vai para... LOWE, de Bala de Prata.


Ele é o típico cristão fanático: passa as 24 horas do dia dele julgando todas as pessoas que ele conhece pelos pecados que elas cometem. E aí se aproveita quando se transforma em lobisomem pra matar essas pessoas.

Se certos pentecostais brasileiros pudessem se transformar em lobisomens, com certeza iam fazer 10 vezes pior, né?






O Prêmio Vilão Mais Fantasmagórico vai para... A BESTA, de Poltergeist.


Ele é o espírito de um pastor quaker que se acoplou aos espíritos dos seguidores dele. Em linguagem matemática:

FANTASMA + FANTASMA + FANTASMA + FANTASMA + FANTASMA... = A BESTA.

Dá pra ser mais fantasmagórico do que isso?






O Prêmio Vilão Mais Folclórico vai para... O DIABO, de Equinox.


Esse filme retratou o diabo de uma das formas mais folclóricas que eu já vi, apelando pra todos os clichês mais folclóricos que vocês possam imaginar: o diabo aqui é vermelho, tem chifres, e foge quando vê uma cruz; além de só atacar os heróis com aqueles poderes beeeeem estereotipados atribuídos a ele, como pactos, possessões e induções à culpa. Só faltou o tridente!






O Prêmio Vilão Mais Inocente vai para... DAVID KESSLER, de Um Lobisomem Americano Em Londres.


Quando ele se transforma em lobisomem e sai por aí matando todo mundo que encontra pela frente, ele simplesmente não sabe o que está fazendo, pois se encontra em estado de inconsciência total. Então, esse não pode ser responsabilizado por nenhum mal que tenha causado.






O Prêmio Vilão Mais Macaco-de-Imitação vai para... O POLVO HUMANÓIDE, de Octaman.


Basicamente tudo o que ele fez durante o filme todo foram imitações do que o Monstro da Lagoa Negra já tinha feito.






O Prêmio Vilão Mais Mala-Sem-Alça vai para... MARTIN, da Maldição do Monstro.


Sabem aquele cara que tem ataques de pelanca, chiliques, faniquitos e pitis nos momentos mais impróprios e aí tudo começa a dar errado exatamente por causa dos ataques de pelanca, chiliques, faniquitos e pitis dele? Então, esse é o Martin.






O Prêmio Vilão Mais Oportunista vai para... O LOUCO MARZ, de Madman.


Ele até vai atrás de algumas poucas vítimas dele. Mas prefere deixar as vítimas irem até o lugar onde ele tá. E é aí que ele mata (pelo menos metade dos personagens que ele mata no filme não teriam morrido se não tivessem saído do lugar onde tavam em segurança).






O Prêmio Vilão Mais Paradão vai para... DON ROLA, de Space Cop.


Bom, ele é uma estátua! É impossível ser mais parado do que isso, né?

Obs.: Apesar do nome, o Don Rola não é um personagem de filme pornô.rsrsrs






O Prêmio Vilão Mais Realista vai para... JASON CROCKETT, da Invasão das Rãs.


Bom, ele é um velho amargo, autoritário e rabugento que é odiado (e com razão, eu diria) pela família. Mas, como ele é rico, a família toda vive lambendo o rabo dele, cada um esperando que ele deixe alguma$ lembrancinha$ quando morrer... Aliás, como ele tem problemas de saúde, todo mundo ali tá ansioso pra ele ir logo pro Inferno e deixar pra trás o que intere$$a a todos ali.

Você já não viu situações assim por aí algumas dezenas de vezes? Se não viu pessoalmente, no mínimo já ouviu falar, né?






O Prêmio Vilão Mais Sádico vai para... MATTHEW CROWLEY, de Rituals.


Tudo bem que todo vilão é sádico (pelo menos até um certo ponto). Mas o Matthew passa dos limites, quando, mesmo quando tem chance de matar as pessoas que ele persegue, prefere não fazer isso, mas sim atormentar as vítimas dele com torturas psicológicas cada vez mais perversas.






O Prêmio Vilão Mais Sargentão vai para... BAZU, de Esquadrão Relâmpago Changeman.


Ele tá eternamente puto da vida, tá sempre com cara de mau, já chega sempre gritando com todo mundo e castiga os subordinados dele com extremo sadismo até pelos mínimos erros que eles cometem... Se você tem contato frequente com militares, muito provavelmente já viu alguém exatamente assim por aí, né?






O Prêmio Vilão Mais Superprotegido vai para... O BEBÊ MUTANTE, de Nasce Um Monstro.


Apesar de todas as atrocidades que o monstrinho comete desde os primeiros segundos depois que nasce, a mãe dele tenta proteger ele a ferro e fogo. E tenta justificar tudo com frases do tipo: “Eu acho que assustaram ele... Ele só mata quando se assusta...”.

Mesmo quando a criatura avança num amigo da família sem motivo nenhum e degola o cara a dentadas na frente de todo mundo, a ‘doce mamãezinha’ olha pro outro filho dela e solta a seguinte pérola: “Aquele é o seu irmãozinho... Ele só quer amar você!”.






O Prêmio Vilão Mais Tarado vai para... CALÍGULA, de Calígula.


Pelo menos 90% das maldades que ele comete estão associadas a... vamos dizer assim, pênis, vaginas e ânus, pra usar termos suaves. Ou, no mínimo, tem uma mulher pelada e/ou um homem pelado na história.

Preciso dizer mais alguma coisa?







Bom, é isso aí. Espero que vocês tenham se divertido.rsrs



Até a próxima!

6 comentários:

Janice Adja disse...

Justo. Muito justo.

Bússola do Terror disse...

Não é?rsrs

Maxwell Soares disse...

Muito bom, Leo. Divertido, cara. Quero desejar a você, também, um bom começo de ano, irmão. Um abraço...

Bússola do Terror disse...

rsrs
Gostou? Eu fiz isso mesmo pra divertir o pessoal um pouco. E pra lembrar dos posts antigos, né?
Um abraço também!

Bruno disse...

Muito bom premiar os vilões,a ideia do post ficou bem bacana.
Eu sempre preferi os vilões do que os mocinhos,acho eles mais carismáticos,esse tipo de personagem é sempre mais surpreendente e o seu final é sempre o mais aguardado pelo público.
Abraço!!!

Bússola do Terror disse...

Bom, como esse é um blog de filmes de terror, acho que a maioria do pessoal que vem aqui acaba prestando mais atenção nos vilões mesmo, né? Ainda que seja só pra torcer pro vilão se ferrar no final da história.rs Por isso o post foi voltado pros vilões.
Mas com certeza o vilão acaba muitas vezes se destacando mais do que o herói. Até porque muitos heróis acabam ficando tão bonzinhos, tão bonzinhos, tão bonzinhos que ficam chatos, né? Se deixam pisar sem reagir, deixam o vilão escapar mesmo quando ele não merece, querem poupar o vilão de qualquer castigo mesmo quando ele não merece... Um bom exemplo desses heróis retardados é o Clark Kent de Smallville.
Em termos psicológicos, acho que o vilão acaba ficando até mais humanizado do que o herói em muitas histórias.
Abraço também!