segunda-feira, 12 de agosto de 2013

DOLPH LUNDGREN



Seguindo ao mesmo tempo nas carreiras de ator, diretor e roteirista, o sueco Dolph Lundgren se dedicou principalmente às produções televisivas e cinematográficas de aventura. E assim, foram poucas as participações dele em filmes de terror. Na verdade, até agora foram só 2 e em ambos ele interpretou o personagem principal da história.
Em 1990, ele protagonizou o filme O Grande Anjo Negro.
E em 1998, o Dolph protagonizou o filme O Guerreiro do Futuro.
Como era de se esperar dentro do currículo do ator, embora ambos os filmes tenham componentes do gênero ‘terror’, eles também são bastante voltados pro gênero ‘aventura’.
Bom, clique aqui pra ver mais informações sobre o Dolph:


Até a próxima!

6 comentários:

Fernando Terroso disse...

Da para considerar ''O Justiceiro'' de 1989 como terror pois foi uma bomba !!!! kkkkkkkk

Filmelixo

Gilberto Carlos disse...

Dolph Lundgren é considerado um ator de segunda linha (ou terceira, sei lá, mas eu gosto de seus filmes. Vai entender...

Marcelo C,M disse...

Dolph Lundgren bem que tentou ser um novo Arnold, mas deu com os burros na água.

Hugo disse...

O Grande Anjo Negro é até um bom filme B e tem a curiosidade do assassino utilizar uma arma que parecia um CD, numa época em que os CDs estavam começando a aparecer. O filme de 1989.

Abraço

Marcelo keiser disse...

Dolph Lundgren é o típico caso de ator que é ruim, mas ainda assim de algum modo consegue agradar. Vai entender! "Massacre no Bairro Japonês" é escroto, mas me diverti a beça!

abraço

Bússola do Terror disse...

Fernando→ Esse eu confesso que ainda não vi.

Gilberto→ Acho que o melhor filme de foi Mestres do Universo, em que ele interpretou o He-Man.

Marcelo CM→ Bom, na época em que o Arnold teve a fase de ouro dele (anos 80) era relativamente fácil fazer um filme de aventura, né? Era só usar um ex militar como herói da história e dizer que ele tava lutando contra alguma organização criminosa que fazia tráfico de alguma coisa (armas, drogas ou outra coisa qualquer). Aí arranjavam um ator musculoso pra interpretar esse cara e botavam ele sem camisa e usando uma calça de soldado, carregando uma metralhadora, correndo no meio de uma floresta, explodindo coisas e matando uns 500 ou 600 vilões figurantes pelo caminho.
Se o diretor conseguisse fazer isso, tava pronto o filme de aventura oitenteiro.
Foi basicamente isso que o Arnold fez e isso que o Dolph tentou fazer.

Hugo→ É. Mas não dá pra esperar assim graaaaandes coisas do filme, né? Mas é legalzinho.
Abraço também!

Marcelo Keiser→ Esse eu também ainda não vi!
Abraço também!