segunda-feira, 3 de março de 2014

BARRY NORTON

Como fiz no ano passado, durante o mês de Março vou homenagear aqui no blog os atores de filmes de terror que já morreram.
Bom, o argentino Barry Norton faleceu em 1956, devido a um enfarte.
Nos quase 200 filmes em que ele apareceu, podemos ver que a maioria foram dramas, romances e comédias. E as produções de terror em que ele apareceu realmente foram poucas.
A estreia do Barry na área foi em 1927, com o filme O Bruxo.
Outros filmes de terror de que ele participou foram Zumbis na Broadway (1945), O Tirano (1951) e The She-Creature (1956).
Mas o filme de terror mais curioso em que o Barry já teve presente talvez seja Drácula, que foi uma versão paralela ao filme com o mesmo nome, que tinha o Bela Lugosi no elenco.
É que, nos anos 30, era meio comum em Hollywood pegar filmes falados em Inglês que já tavam em fase de produção e criar novas versões deles faladas em outras línguas (inclusive aproveitando os mesmos cenários e figurinos).
Então, no caso aqui, pegaram o Drácula que tinha o Bela Lugosi no papel do vampiro e dirigido pelo Tod Browning (falado em Inglês) e filmaram, quase exatamente ao mesmo tempo, uma versão que tinha o Carlos Villarías no papel do vampiro e dirigida pelo George Melford (falada em Espanhol).
Os 2 filmes foram lançados em 1931 (a versão em Inglês foi lançada em Fevereiro e a versão em Espanhol foi lançada em Março).
Bom, clique aqui pra ver mais informações sobre o Barry:


Até a próxima!

2 comentários:

Fernando Terroso disse...

Falando em argentinos, não tem muitos em Hollywood né ?
Tem o caso de Ricardo Darin que recusou papel num filme de Tony Scott.

Filmelixo

Bússola do Terror disse...

Não é de se surpreender. Nos Estados Unidos eles acham que as únicas coisas que existem na América do Sul são Argentina e Brasil.