segunda-feira, 5 de maio de 2014

A HORA DO ESPANTO

título original: Fright Night
título brasileiro: A Hora do Espanto
ano de lançamento: 1985
país: Estados Unidos
elenco principal: Chris Sarandon, Roddy McDowall, William Ragsdale
direção e roteiro: Tom Holland

O adolescente Charlie é um fã de filmes de terror. Mas numa noite em que olha pela janela do quarto, ele vê que os 2 homens que acabaram de se mudar pra casa ao lado tão levando um caixão lá pra dentro!
A coisa se torna assustadora quando ele percebe que todas as mulheres que entram na casa do novo vizinho são encontradas mortas poucos dias depois! E numa outra noite em que tá olhando pela janela, o Charlie vê que o vizinho tá começando uma transa com uma mulher. Mas, pouco antes do sexo, as presas e as unhas dele crescem e ficam pontudas: ele é um vampiro!
E o pior é que ele viu que o Charlie viu a transformação dele!
Como o garoto é fã de filmes de terror, ninguém acredita no que ele conta sobre o vizinho, que não demora a começar a ameaçar o Charlie com a ajuda do outro cara que mora com ele (uma espécie de mordomo zumbi).
A única saída do jovem parece ser pedir ajuda ao ator Peter Vincent, que apresenta o show de terror A Hora do Espanto na televisão.

Não é novidade pra ninguém que, nos anos 80, o ‘terror adolescente’ teve a sua idade de ouro entre as produções cinematográficas. E o que temos aqui é exatamente um filme de vampiro que embarcou na moda da época.
Aliás, grande sacada fazer isso num período em que os filmes de vampiro clássicos tavam perdendo cada vez mais espaço pros slashers, como o próprio personagem Peter comenta numa das cenas em que aparece.
Com vários momentos de aventura e comédia, A Hora do Espanto tem basicamente todos os elementos de qualquer filme oitenteiro de adolescentes norte-americanos, só que com elementos sobrenaturais na história (embora nenhum desses elementos seja explicado muito a fundo) e tendo um vampiro como vilão principal, chamado Jerry.
O filme conquistou uma grande legião de fãs e é considerado um clássico dos filmes de vampiro dos anos 80.
A meu ver, A Hora do Espanto só perde por deixar algumas situações da história sem explicação.
Por exemplo: todas as pessoas que o Jerry morde simplesmente morrem, menos os personagens Ed e Amy, que se transformam em novos vampiros; o Jerry deixa claro que a Amy é a cara de uma mulher que foi muito importante no passado dele, mas o assunto é esquecido ao longo do filme e não se dá mais informações sobre isso; a última cena do filme dá a entender que um dos vampiros sobreviveu, mas, se ele sobrevivesse, teria que ter se transformado de volta em humano, pois o vampiro que mordeu ele morreu (sem falar que ele nem aparece na continuação do filme, lançada em 1988)...
Por falar no final do filme, nessa parte o Charlie vai assistir A Hora do Espanto na televisão e eles tão exibindo Octaman (1971).rs
A Hora do Espanto teve um remake, lançado em 2011.
Bom, clique aqui pra ver mais informações sobre o filme:


E clique aí do lado em ‘mutantes’ que você acha um post sobre Octaman.
Até a próxima!

6 comentários:

Filme Lixo disse...

Não me lembro se vi esse, por acaso é estilo Casa do Espanto ?

Celo Silva disse...

Um dos meus filmes favoritos dos anos 80. Muito divertido!

Apareça, o Espectador Voraz tá na ativa.

Abraço!

Anônimo disse...

Olá Leo,

Sou leitor do Bússola do Terror e sou cinéfilo de carteirinha. Eu estou mandando esse email porque estou trabalhando numa empresa que desenvolveu um portal sobre cinema - o Cinema Total (www.cinematotal.com). Um dos atrativos do site é que você cria uma página dentro do site, podendo escrever textos de blog e críticas de filmes. Então, gostaria de sugerir que você também passasse a publicar seus textos no Cinema Total - assim você também atinge o público que acessa o Cinema Total e não conhece o Bússola do Terror.

Se você gostar do site, também peço que coloque um link para ele no Bússola do Terror.

Se você quiser, me mande um email quando criar sua conta que eu verifico se está tudo ok.

Um abraço,

Marcos
www.cinematotal.com
marcos@cinematotal.com

Bússola do Terror disse...

Fernando→ Não. Porque A Casa do Espanto já vai mais pro lado da comédia mesmo. E não é ´terror adolescente`.
A Hora do Espanto já tenta ser mais de aventura, com pitadas de comédia. Ele se prende mais à aventura do que à comédia.

Celo→ Valeu. Vou passar lá.
Abraço também!

Marcos→ Eu tinha um link pro seu site aí na minha lista de links. Mas quando fiz uma reorganização nela (porque o gadget anterior tava sobrecarregado) acabei tirando. Mas já recoloquei.
Um abraço também!

Hugo disse...

Realmente é um clássico do terror dos anos oitenta.

Os destaques são os canastrões Roddy McDowall e Chris Sarandon em seus últimos trabalhos com alguma qualidade.

Sarandon está vivo e na ativa, mas faz anos que não tem um papel decente.

Abraço

Bússola do Terror disse...

É mesmo, né? Ele deu uma sumida nos últimos anos.
Abraço também.