segunda-feira, 25 de junho de 2012

LION-MAN (as 3 versões)

título original: Kaiketsu Raion Maru
título brasileiro: Lion-Man
ano de lançamento: 1972
país: Japão
elenco principal: Akiko Kujo, Norihiko Umechi, Ushio Tetsuya
direção: Koichi Ishiguro
roteiro: Koji Bessho e Tomio Sagisu








título original: Fun Raion Maru
título brasileiro: Lion-Man / O Poderoso Lion-Man
ano de lançamento: 1973
país: Japão
elenco principal: Ryoko Miyano, Tsunehiro Arai, Ushio Tetsuya
direção: Hiroyoshi Tezeni, Kanji Otsuka, Koichi Ishiguro e Yoshitaka Matsumoto
roteiro: Haruya Yamazaki, Kazuo Takagiwa, Koji Bessho, Shigeru Shinohara, Tomio Sagisu e Toshiaki Matsushima


título original: Raion Man Ji
título brasileiro: inexistente (inédito no Brasil)
ano de lançamento: 2006
país: Japão
elenco principal: Kazuki Namioka, Renji Ishibashi, Yasuomi Ohta
direção: Hiroyoshi Tezeni, Hitoshi One, Kanji Otsuka, Koichi Ishiguro e Yoshitaka Matsumoto
roteiro: Haruya Yamazaki, Hitoshi One, Kazuo Takagiwa, Koji Bessho, Shigeru Shinohara, Tomio Sagisu e Toshiaki Matsushima

Heróis de tamanho humano eram algo inusitado no Japão no final dos anos 60 e início dos 70. Naquela época, a TV Japonesa era povoada por heróis gigantes, como o Ultraman. E esse era o padrão usado pelas produtoras nipônicas quando criavam novos super-heróis.
Em 1971, o sucesso de Spectreman mostrou às produtoras que heróis de tamanho humano também agradavam ao público infanto-juvenil do Japão. E isso resultou na criação de vários e vários heróis japoneses com menos de 2 metros de altura a partir dali.
Um dos primeiros foi o Lion-Man, um homem-leão do século XVI que protagonizou o seriado Kaiketsu Raion Maru, lançado em 1972.
Enquanto lutava contra o demônio Gosan, que no Brasil teria o nome mudado pra Satan Goss e depois pra Diabo Gozo (os nomes brasucas do personagem eram esses mesmos: não escrevi errado, não!), o herói ganhou a simpatia do público japonês. E devido ao sucesso do seriado, a P-Productions lançou um remake dele no ano seguinte. Se chama Fun Raion Maru.
Apesar de se passar aparentemente na mesma época e de ter o mesmo ator (o Ushio Tetsuya) interpretando o herói principal, esse remake não repetiu o sucesso do original. Aliás, teve até uma queda de audiência.
No Brasil, os 2 seriados receberam o título de Lion-Man, embora o 2º, eventualmente, tenha sido anunciado como O Poderoso Lion-Man (e vejam só: o Brasil foi o único país além do próprio Japão onde o 2º seriado foi exibido!).
Bom, os 2 seriados vão agradar mais a quem busca produções de aventura, é claro. Mas pra assistir isso, você tem que levar em conta que foram seriados produzidos há 40 anos atrás, com os efeitos especiais que existiam naquela época. Então, se você quer ver uma produção com efeitos especiais de última geração, já posso adiantar que não vai gostar deles.
Em 2006, foi lançado o 2º remake do seriado, chamado Raion Man Ji que se passa em 2011 e num gueto do centro de Tokyo. E é voltado pra um público mais adulto.
Esse nunca deu as caras na TV Brasileira... Mas será que agradaria?
Bom, clique aqui pra ver mais informações sobre as 3 versões do seriado:


E pra ver posts sobre Ultraman e Spectreman, pode clicar aí do lado em ‘seriados’.
Até a próxima!

6 comentários:

Celo Silva disse...

Ótima postagem! Sou um fã declarado de LionMan. Assistia muito no extinto clube da criança e tenho a 1ª e a 2ª temporadas em casa. E o golpe fatal LionFuracão?...hehe
Grande Abraço.

Leo Carioca disse...

Quando o monstro recebia esse golpe, gritava:

´´Senhor Mantor do Diado!!!``

E aí explodia.rs
Eu assisti o 2º seriado todo quando passava na Manchete.
Grande abraço também!

Gilberto Carlos disse...

Não conheço esse super herói. Te confesso que desconheço um pouco da cultura japonesa e seus mangás e heróis.

Leo Carioca disse...

Bom, na verdade eu conheço os que já passaram aqui. Mas também não sou tããããão fã de mangás, não.

Leandro Legal disse...

Mutação Jaguar... Invencível Felino!!!

Bússola do Terror disse...

rs
Esse era o Invencível Jaguar.
Legal, né?