segunda-feira, 19 de novembro de 2012

BLAKE HARPER



Seguindo atualmente na carreira de enfermagem, o canadense Peter Tiefenbach já atendeu pelo nome de Blake Harper até pouco menos de 10 anos atrás, na época em que ainda trabalhava como ator pornô.
E naquele tempo, ele teve 1 único trabalho na área do terror. Se trata do filme de terror pornô Devil Is A Bottom (2000), no qual ele interpretou o diabo.
Aliás, aproveitando o tema do filme, acho interessante lembrar o quanto o Cristianismo sempre associou o sexo com o diabo, né? Na Idade Média, os padres chegavam a ensinar que o diabo tinha um pênis gigante e mandavam fazer estátuas dele com essa aparência só pra fortalecer essa associação.
E ainda hoje, pros cristãos praticantes (sejam eles católicos, evangélicos ou de outra denominação), qualquer manifestação sexual é SEMPRE associada ao diabo, exceto a penetração do pênis na vagina entre um homem e uma mulher que sejam casados, e de preferência só com a intenção de ter filhos! Só os católicos não-praticantes e evangélicos não-praticantes é que têm uma visão menos radical dessa situação.
Bom, ainda bem que eu sou pagão, né?rsrs
Clique aqui pra ver mais informações sobre o Blake:


Até a próxima!

3 comentários:

Gilberto Carlos disse...

É, a igreja sempre associa o sexo fora do casamento à morte e ao diabo. Acho que há coisas bem mais importantes com as quais eles deviam se preocupar. Abraços.

Janice Adja disse...

Tanta gente precisando de ajuda a igreja vai se preocupar com sexo.
Ela ainda não aprendeu que quem tem o que é seu, dá a quem quer.
Beijos!!!!!

Bússola do Terror disse...

Gilberto→ Na verdade, a coisa vai bem além disso.
Mesmo quando o sexo acontece entre um homem e uma mulher que são casados, existe uma clara tendência das igrejas de querer limitar tudo à penetração do pênis na vagina. E preferencialmente com a intenção de ter filhos.
Se um homem e uma mulher casados revelarem a um padre, pastor ou adjacências que eles praticam sexo oral, sexo anal ou sexo com camisinha ou com uso de anticoncepcionais, minimamente eles vão ser meio olhados de lado por esse padre ou por esse pastor.
Em outras palavras, pro Cristianismo, sexo tem que ser especificamente assim:

HOMEM E MULHER CASADOS, NADA ALÉM DE PENETRAÇÃO DO PÊNIS NA VAGINA E COM A PROCRIAÇÃO COMO OBJETIVO.

Qualquer coisa relacionada a sexo que não se enquadre nisso, em maior ou menor grau, vai ser vista como “coisa do diabo”.
Abraços também!

Janice→ É a diferença básica entre o Cristianismo e as religiões da Terra (o Candomblé, o Hinduísmo, a Wicca...): no caso dessas religiões, a vida sexual da pessoa fica nas mãos da própria pessoa, e não nas mãos de religião. Se uma pessoa que não é casada quiser viver sem sexo, tudo bem. Se essa mesma pessoa quiser ter vida sexual ativa, tudo bem também. E nenhum dos 2 caminhos é mais certo nem mais errado do que o outro.
Pras religiões da Terra, o sexo não é proibido nem obrigatório.
Beijos também!

Obs.: Não tenho nada contra quem quer ser cristão por vontade própria. Até porque, como pagão, eu tenho que ser contra o proselitismo. Só estou explicando que TODAS as igrejas cristãs veem o sexo da forma que eu descrevi acima (embora cada igreja use um vocabulário diferente, a mensagem que TODAS transmitem é o que eu disse acima).