quarta-feira, 7 de novembro de 2012

SHAIDER, O DETETIVE DO ESPAÇO



título original: Uchu Keiji Shaida
título brasileiro: Shaider, O Detetive do Espaço
ano de lançamento: 1984
país: Japão
elenco principal: Hiroshi Tsuburaya, Jun Yoshida, Naomi Morinaga
direção: Hideo Tanaka
roteiro: Shozo Uehara

Não é preciso se informar muito sobre Sharivan, o Guardião do Espaço (1983) pra saber que ele é uma continuação de Space Cop (1982). E em 1984, foi lançado o seriado que pretendia ser a continuação de Sharivan... Bom, não podemos negar que foi. Mas não de forma muito satisfatória.
Shaider, O Detetive do Espaço não tem muita conexão com os outros 2 metal heroes já citados. O máximo que você vê são uns poucos personagens que apareceram nos outros 2 fazendo tímidas participações especiais aqui. Tão tímidas que por pouco que você nem percebe.rs
O Gyaban e o Sharivan, os 2 heróis principais anteriores, só aparecem aqui em cenas de luta que duram poucos segundos no final do seriado. E imaginem: isso não passa de cenas antigas dos 2 seriados anteriores que foram reaproveitadas aqui como footage! Os atores Kenji Ohba e Hiroshi Watari, que interpretaram os heróis, nunca gravaram nenhuma cena nova pra Shaider.
Tirando isso, tenho que dizer que o seriado em si apresenta várias falhas...
Em termos de produção, os monstros de Shaider conseguem ser mais mal feitos do que os monstros de qualquer outro seriado japonês que eu já tenha visto, mais antigo ou mais novo do que esse. E a outra dimensão onde os vilões vivem, se fosse um pouquinho mais mal feita, ia ser confundida com cenário de teatro infantil amador.
Em termos de história, a coisa não é muito melhor: a história não apresenta evolução quase nenhuma (do capítulo 1 até o capítulo 44, não entra nem sai nenhum personagem no núcleo dos heróis nem no núcleo dos vilões), o herói principal não tem carisma (ele nem sequer tem um grande motivo pessoal pra lutar contra os vilões: faz isso mais por obrigação profissional como policial) e houve excesso de personagens no núcleo dos vilões (nada menos que 14 vilões fixos são mantidos do 1º ao 44º capítulo).
Como ponto positivo, posso dizer que a armadura do herói ficou legal e as cenas de luta também são boas.
No meio disso tudo, temos aqui o Shaider, o herói da vez (interpretado pelo hoje falecido Hiroshi Tsuburaya), lutando contra Fuma, a quadrilha de vilões espaciais da vez. Mas temos também o fim dos metal heroes que seguem o estilo ‘continuação’ (os metal heroes produzidos dali pra frente tiveram, cada um, uma história independente, começando e acabando no mesmo seriado), o que fez Space Cop, Sharivan e Shaider ficarem conhecidos coletivamente como “trilogia uchu keiji”.
Shaider teve uma continuação. Se trata do seriado filipino Zaido: Pulis Pangkalawakan (2007), que se passa 20 anos depois dos eventos mostrados no seriado de 1984 e tem como herói principal um filho do Shaider.
Também vamos lembrar que várias cenas de Shaider foram aproveitadas como footage na 2ª temporada do seriado estadunidense V.R. Troopers (1995). E vários vilões desse seriado foram inspirados nos vilões do  desse seriado foram inspirados nos viloes  footage na 2ijiseriado de 1984.
Bom, clique aqui pra ver mais informações sobre Shaider:


E clique aí do lado em ‘seriados’ que você encontra posts com mais informações sobre Space Cop e Sharivan.

Até a próxima!

5 comentários:

Gilberto Carlos disse...

Gostava muito desses seriados japoneses, mas este especificamente eu não conheço. Fiquei imaginando como você conhece tantos atores e seriados/desenhos que não são conhecidos pelo grande público... Abraços.

Marcelo C,M disse...

Me lembro que Shaider passava somente nas manhãs de sabado na Globo. Dessa trilogia, é o que menos assisti na época.

Alan Raspante disse...

Rindo com a cara do mocinho nessa imagem do post, rs

Ah!! Esses seriados japoneses, eu só conheço Power Rangers e olha lá, rs

Bruno disse...

Seriados japoneses quase sempre são capengas,falta um pouco de aparato técnico entre outras coisinhas para que eles evoluam.
Apesar disso eu até assisto,esse em questão não me recordo,mas lembro perfeitamente bem de V.R.Tropers,cheguei até montar um álbum de figurinhas sobre a série,eu curtia bastante.
Forte Abraço!

Bruno

Bússola do Terror disse...

Gilberto→ A maior parte do público brasileiro não chegou a ver esse seriado quando passou na televisão, porque ele foi usado pela Globo como um simples tapa-buracos na programação da madrugada (embora alguns poucos capítulos tenham passado no extinto Xou da Xuxa). Como disse o Marcelo, geralmente passava aos sábados quando o dia já tava amanhecendo ou um pouco antes disso.
Bom, e eu costumo ver de tudo. Desde as produções mais famosas até as menos famosas. Só não vejo as coisas que são de gêneros que não me agradam. Romancinho água com açúcar, por exemplo, eu não costumo ver porque acho chato. Mas nada contra quem gosta, é claro.
Abraços também!

Marcelo→ Devido ao horário em que era exibido na televisão, eu só vi esse seriado direito mesmo quando tava no YouTube (já foi removido inclusive, mas os capítulos tavam todos lá há uns 2 anos atrás). Mas o que eu gostei mais dos 3 foi Sharivan.

Alan→ Esse que aparece no poster do seriado é o Hiroshi Tsuburaya. É o único dos atores principais dos 3 seriados que já morreu. O Kenji Ohba e o Hiroshi Watari ainda tão vivos (o Hiroshi Watari, inclusive, já teve aqui no Brasil 2 vezes pra participar de festividades ligadas aos seriados japoneses).
Mas engraçado que ele também era o mais magrinho dos 3, né?rsrs Lembra do Pedro Cardoso quando era mais novo? Então, o Hiroshi Tsuburaya era assim.rs

Bruno→ Lembra dos vilões Oraclon, Doomaster e Despera, de Troopers? Então, eles foram inspirados respectivamente no Imperador Kubilai, no Comandante Hesler e na Sacerdotisa Paú, que eram vilões de Shaider. E a 2ª armadura do herói de Troopers também foi inspirada na armadura do Shaider.
Forte abraço também!