segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

THUNDERCATS



títulos originais: Sandakyattsu / ThunderCats
título brasileiro: ThunderCats
ano de lançamento: 1985
países: Estados Unidos / Japão
produção: Pacific Animation / Rankin Bass / Telepictures Corporation

Ao lado de He-Man e Os Defensores do Universo (1983) e de She-Ra (1985), ThunderCats forma a trilogia de heróis de espadas mágicas que conquistaram mais fãs no Brasil nos anos 80, embora He-Man ainda seja o pilar principal da trilogia.
E podemos destacar ThunderCats como o mais voltado pro público adolescente entre os 3 (os outros 2 são mais voltados pro público infantil).
Bom, temos aqui mais um pequeno grupo de heróis, cada um com um poder diferente, lutando contra os vilões que cercam eles...
Talvez a principal novidade apresentada pelo seriado é que os heróis principais não são humanos, mas sim felinos humanoides: os TunderCats.
No time do mal, embora haja 3 quadrilhas de vilões fixos (Mutantes, Berserkers e Lunataks), o destaque total vai pro Mumm-Ra, que foi sem dúvida o vilão mais assustador de todos os desenhos dos anos 80. Sem dúvida que ele supera muitos vilões de filmes de terror (tanto na feiura quanto no comportamento)!
Mas de modo geral, os personagens de ThunderCats foram tão bem construídos e os roteiros foram tão bem escritos que você nem percebe logo de cara certas ideias que foram... ‘aproveitadas’ das histórias de outros heróis. Por exemplo, os ThunderCats fogem do planeta natal deles que tá em chamas e prestes a explodir, ao mesmo tempo em que eles têm uma alergia mortal a um mineral que encontram... Acho que vi alguma coisa parecida com isso em todas as versões das aventuras de um rapaz chamado Clark Kent!rs
A própria aparência de certos personagens e situações aqui entram direto nessa: o Olho de Thundera projetado no Céu pra chamar os ThunderCats é uma cópia do Bat-Sinal que a polícia de Gotham City usa em todas as versões das aventuras do Batman pra chamar ele; e o Jaga aparecendo em forma de espírito pra dar conselhos ao Lion-O é um clone do Obi-Wan Kenobi aparecendo pro Luke Skywalker nos 3 últimos capítulos da série cinematográfica Guerra Nas Estrelas (1977, 1980 e 1983).
Mas enfim: a 1ª temporada de ThunderCats foi produzida em parceria pela produtora japonesa Pacific Animation e pela produtora estadunidense Rankin Bass. Já no resto do seriado, a Rankin Bass saiu e a Pacific Animation seguiu em frente, agora dividindo a produção com a Telepictures Corporation.
O seriado foi lançado no Japão com o título de Sandakyattsu e nos Estados Unidos (e na maioria dos países ocidentais) com o título de ThunderCats.
E ele ganhou um remake, lançado em 2011.
Clique aqui pra ver mais informações sobre ThunderCats:


E clique aí do lado em ‘seriados’ que você acha um post sobre He-Man e She-Ra.
Até a próxima!

7 comentários:

Jefferson C. Vendrame disse...

Ótimo Post,
Eu sempre gostei de ThunderCats e imagino que assim como A Caverna do Dragão, renderiam ótimos filmes... pena que nos USA creio eu os desenhos não fizeram tanto sucesso como aqui no Brasil, e dessa forma, acho bem difícil que os mesmos sejam levados as telas grandes como spider man, ex-man e etc...

Grande abraço, e feliz natal.

Bruno disse...

Eu compartilho da mesma opinião do Jefferson e acho que ThunderCats renderia um ótimo filme,ou quem sabe uma série televisiva com linguagem mais adulta.
Eu sempre acompanhei o desenho e curto até hoje,tanto que pretendo comprar o box da série para minha coleção.
Aproveito esse momento e desejo um Feliz Natal!!!

Abraço!
Bruno

Bússola do Terror disse...

Jefferson→ Na verdade, há uns anos atrás, chegaram a tentar fazer um filme dos ThunderCats com atores de carne e osso. Tinha até o trailer do filme no YouTube. Mas acho que não passou das cenas iniciais. Uma pena mesmo, né?
Grande abraço também!

Bruno→ Há uns 10 anos atrás, o SBT exibiu os capítulos finais do seriado, que não tinham chegado a passar na Globo nos anos 80. Inclusive, nem tinham sido dublados em Português ainda! E foi aí que eu vi o final do seriado.rs Mas eu também gosto muito de ThunerCats.
Abraço também!

Marcelo C,M disse...

Um dos meus episódios preferidos é quando Lion tinha que vencer Chitara na corrida. Embora parecesse impossível, o herói compreendeu que só perderia se desistisse. Bom exemplo.

Bússola do Terror disse...

Eu lembro desse capítulo. Era um capítulo múltiplo, dividido em 5 partes, em que o Lion tinha que lutar a cada vez com um dos outros ThunderCats e superar ele. Só depois disso é que ele seria coroado Rei dos ThunderCats.
E as mensagens transmitidas ali são legais mesmo.

Gilberto Carlos disse...

Amava os Thundercats. Claro que não quis assistir a nova versão para não tirar a ótima impressão que eu tenho do desenho. Feliz ano novo.

Bússola do Terror disse...

Eu também nunca vi a versão nova. E cá entre nós, nem me interessa muito ver. Pelo mesmo motivo que você disse. Mas talvez ela agrade mais as novas gerações.
Feliz 2013 pra você também!