domingo, 5 de maio de 2013

FLÁVIO BAURAQUI



O brasileiro Flávio Bauraqui tem uma ampla carreira no teatro, embora também já tenha feito trabalhos marcantes no cinema e televisão.
Mas a única vez em que ele teve numa produção de terror foi no curta-metragem Ninjas (2010).
Calma! Apesar do título, não é nenhum filme de terror sobre fantasmas japoneses.rs O que temos aqui é uma crítica às instituições policiais do Brasil.
O personagem do Flávio é um policial iniciante chamado Jalton que, durante a invasão de uma favela, mata uma criança sem querer. Mas outro policial chega e arruma o cadáver pra parecer que o garoto que ele matou tava armado. Então, passa como legítima defesa.
Traumatizado com a situação, o Jalton começa a enxergar imagens do garoto morto e outros fenômenos sobrenaturais sangrentos quando tá em casa. Mas, como sofre de esquizofrenia, ele acha que aquilo são só crises. Até o momento em que a esposa dele começa a enxergar os mesmos fenômenos...
Depois disso, o chefe do Jalton obriga ele a participar da busca a um suposto bandido de madrugada, forçando ele a participar de torturas e assassinatos bizarros...
Algumas semanas ou meses depois, vemos ele voltando pra casa depois de um dia de serviço e deitando na cama, segundos antes de um enorme grupo de espíritos revoltados (supostamente, pessoas que ele matou enquanto trabalhava) se juntarem ao redor da cama dele, tentando assustar ele. Mas ele, agora que já aprendeu o que é ser um ‘policial de verdade’, não dá a mínima pra isso, deita a cabeça em paz no travesseiro e pega no sono tranquilo.
Bom, clique aqui pra ver mais informações sobre o Flávio:


Até a próxima!

7 comentários:

Hugo disse...

Apesar de não ter gostado muito do filme, Flávio Bauraqui tem um bom papel no drama "Madame Satã".

Abraço

Bússola do Terror disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bússola do Terror disse...

Acredita que até hoje eu ainda não vi Madame Satã?
Abraço também!

Gilberto Carlos disse...

Você tem que ver Madame Satã, logo. É um clássico moderno. Gosto também de Rainha diaba, que também é baseado no mesmo personagem. Quanto a Flávio Bauraqui, gosto dos seus trabalhos e o acho bastante natural. Abraços.

Bússola do Terror disse...

Vou tentar ver em breve.
Abraço também!

Janice Adja disse...

Gosto dos trabalhos dele.
Beijos!

Bússola do Terror disse...

Eu também!
Beijos também!