segunda-feira, 22 de julho de 2013

O DEPREDADOR



título original: The Prey
título brasileiro: O Depredador
ano de lançamento: 1984
país: Estados Unidos
elenco principal: Debbie Thureson, Jackie Coogan, Steve Bond
direção: Edwin Brown
roteiro: Edwin Brown e Summer Brown

Muitos mencionam O Depredador como o último filme do ator Jackie Coogan, famoso por interpretar o personagem-título do clássico O Garoto (1921), estrelado pelo Charles Chaplin... Bom, foi realmente o último filme dele que foi ao ar, mas não foi o último filme que ele fez.
Acontece que O Depredador foi todo filmado em 1978. Mas, por motivos não muito claros, o filme ficou guardado na gaveta do diretor por 6 anos, só sendo lançado em Novembro de 1984 (o Jackie tinha morrido em Março de 1984, tendo gravado 5 outros filmes nesse meio tempo).
Mais uma: a história do filme não se passa em 1978 nem em 1984, mas sim em 1980.
Bom, em sua forma original, O Depredador é um filme de 95 minutos. Mas a maioria das cópias que vocês vão achar aí pela Internet têm só 79 minutos. Porque as cenas do prólogo, que têm cerca de 15 minutos, foram cortadas nessa versão que se espalhou mais por aí. Elas mostram o seguinte:

Em 1948, uma mulher que traía o marido foi surpreendida por ele com ‘marcas suspeitas’ no corpo. E pra se salvar, ela disse que tinha sido estuprada por um cigano que vive numa floresta perto da casa deles.
Furioso, o homem foi até o acampamento cigano na tal floresta e incendiou tudo lá, morrendo queimado junto com os inocentes ciganos, já que o fogo fugiu ao controle e se espalhou por uma vasta parte da floresta.

A versão de 79 minutos já começa mostrando a floresta em chamas, apenas com uma legenda indicando que aquilo foi em 1948, mas sem revelar nada sobre a causa do fogo.
Daí corta pra uma cena de 1980 na mesma floresta e as 2 versões seguem iguais.
Já chegando no final do filme, tem uma cena em que o guarda-florestal-chefe daquele distrito (o personagem do Jackie) tá conversando com um colega mais jovem. E conta a ele do incêndio ocorrido ali 32 anos antes, dizendo que uma das primeiras missões dele foi participar do replantio de árvores na área danificada pelo fogo. Então, ele conta que, num momento em que ficou sozinho na floresta, ele viu por poucos segundos uma espantosa figura que saiu correndo e se perdeu de vista entre as árvores. Era um garoto de uns 7 anos horrivelmente queimado da cabeça aos pés...
Como a maioria dos slashers de floresta, O Depredador também tem um grupo de pós-adolescentes que vão acampar ali, embora pareça ser comum o desaparecimento de pessoas naquela floresta, supostamente causado pelo ataque de ursos. Mas claro que vocês já entenderam que não é um urso que tá fazendo isso, né?rs
Bom, o filme é bem parado em várias partes, só ficando mais movimentado lá pelos últimos 15 minutos, quando o vilão finalmente sai da moita e vai atacar diretamente os heróis da história. E também tem muitas cenas mal editadas (em várias vezes tá passando uma cena, aí muda pra outra cena que não tem nada a ver, aí volta pra cena que tava passando antes...).
Mas, pros padrões de um slasher, até que O Depredador consegue, mais ou menos, contar uma história. E vale a pena ser visto por fãs desse subgênero.
Clique aqui pra ver mais informações sobre o filme:


Até a próxima!

3 comentários:

Marcelo C,M disse...

No fim é um filme que lembra muitos outros e que dava em seguida num cinema em casa da vida.

Hugo disse...

Na época do VHS este era um daqueles filmes que ficavam no fundo da locadora em meio as fitas que nunca eram alugadas.

Acredito que seja tosco demais.

Abraço

Bússola do Terror disse...

Marcelo→ Aliás, você sabe se esse filme já passou na televisão? Porque, já que você mencionou, ele tem mesmo o perfil dos filmes de terror que passavam no Cinema Em Casa do SBT.

Hugo→ A direção e a produção realmente não são boas. Mas, dentro dos limites do que se pode esperar de um filme desse tipo, o roteiro ficou bom.
Pelo menos ficou uma história com início, meio e fim.
Abraço também!